sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

ALERGIA A LEITE DE VACA!



Reações ao leite de vaca
Não confunda alergia ao leite de vaca com intolerância à lactose. Apesar de serem deflagrados pelo mesmo alimento e apresentarem sintomas semelhantes, são dois problemas diferentes.
Por Paula Desgualdo
Intolerância à lactose
É uma deficiência na produção de lactase, a enzima que quebra o açúcar do leite. Os sintomas são gases, dores de barriga, enjôos, vômitos e diarréia. “Em crianças, o mais comum é que a doença apareça na fase pré-escolar, entre 2 e 6 anos”, afirma Roseli Sarni, presidente do departamento de nutrologia da Sociedade Brasileira de Pediatria. As causas variam. Pode ser desde um problema temporário, provocado por uma diarréia forte ou uma desnutrição, até uma questão étnica. “Os asiáticos, por exemplo, costumam produzir uma quantidade menor de lactase”, afirma a nutricionista paulistana Claudia Cianciulli. Quem sofre de intolerância pode consumir quantidades limitadas de alimentos com lactose.

Alergia à proteína do leite de vaca
Ela vem à tona quando a proteína do leite é identificada pelo sistema imune como um intruso a ser combatido. Os sintomas são os mesmos da intolerância à lactose, além de lesões na pele, urticária, coceira, desconforto respiratório e inflamação da mucosa intestinal. Ela é mais freqüente nos primeiros anos de vida, quando o aparelho digestivo dos bebês está preparado para digerir apenas o leite materno. Nesse caso, é preciso excluir totalmente alimentos que tenham a proteína do leite de vaca na sua composição.

Reação tóxica
Muito cuidado com as interpretações. Uma dor de barriga daquelas logo após a ingestão de um copo de leite não é certeza de que a criança possui uma das doenças citadas acima. Principalmente se for um fato isolado. O pediatra e alergista Wilson Rocha Filho, coordenador do Núcleo Allos, de Belo Horizonte, lembra que alimentos contaminados com bactérias podem causar sintomas semelhantes aos da intolerância à lactose e da alergia à proteína do leite de vaca. Certifique-se, então, de que o produto não está vencido e se foi armazenado de forma adequada.

Alergia ao leite de vaca: prevenção e tratamento
Essa doença pode atrapalhar o desenvolvimento dos pequenos. Veja o que fazer para garantir que eles cresçam saudáveis.
Por Paula Desgualdo
Não há como falar em prevenção de doenças nos bebês sem citar o leite materno. Além dos nutrientes essenciais para o desenvolvimento dos pequenos, ele é rico em substâncias que fortalecem o sistema imunológico, como anticorpos e prebióticos – um tipo de carboidrato que estimula o crescimento de bactérias benéficas na flora intestinal. Em outras palavras, o alimento fornece tudo o que a criança precisa para crescer saudável e ainda a protege de futuras infecções e alergias.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a garotada deve receber exclusivamente o leite materno até os 6 meses de vida. “Se a mãe conseguir estender esse período, melhor ainda”, orienta a nutricionista paulistana Claudia Cianciulli. Na verdade, quando o assunto é alergia alimentar, somente ele funciona como um preventivo. “Não há a comprovação de que eliminar o leite de vaca da dieta da mãe ou da criança seja eficiente para evitar a doença”, diz a especialista.

Os médicos recomendam cortá-lo da alimentação apenas quando se detecta que a criança tem mesmo alergia à proteína da bebida. Aí, não só o leite de vaca, mas todos os seus derivados devem sair do cardápio – dessa lista, fazem parte as fórmulas infantis à base de sua proteína e produtos que contêm substâncias como caseína, caseinato e soro de leite. “Em casos de alergia muito forte, algumas crianças reagem logo ao sentir o cheiro do leite”, diz Wilson Rocha Filho, coordenador do Núcleo Allos, um centro de referência no tratamento de alergia alimentar e anafilaxia de Belo Horizonte.

A principal maneira de driblar a chateação sem comprometer o desenvolvimento dos pequenos é recorrer às fórmulas infantis especiais. Existem três tipos. As extensamente hidrolisadas passam por um processo em que a proteína é fragmentada para diminuir a chance de reação alérgica. Aquelas à base de soja são indicadas somente a partir do segundo semestre de vida e nos casos em que há sintomas respiratórios e cutâneos. “Existem alergias intermediadas por células e que provocam sintomas gastrintestinais”, explica Claudia Cianciulli. “Quando isso acontece, a soja não é recomendada para substituir o leite de vaca porque sua proteína também pode causar alergia”. Por fim, as fórmulas de aminoácidos livres são as únicas que realmente podem ser chamadas de não-alergênicas. Isso porque elas contêm frações protéicas mínimas, o que praticamente anula o risco de a doença atacar. Vale dizer que uma lata de 400 g dessa última alternativa pode custar 400 reais.

Desde o ano passado, quem mora no estado de São Paulo tem acesso gratuito ao tratamento desse tipo de alergia. Para obter as fórmulas especiais, a criança deve passar por uma avaliação médica. Além disso, os pais precisam levar uma série de documentos ao Ambulatório Regional de Especialidades Maria Zélia, que fica na Universidade Federal de São Paulo, na capital paulista. Veja mais no site da Secretaria da Saúde.

Por fim, um aviso importante: os níveis de alergia e as reações do organismo variam de criança para criança. Por isso, não é aconselhável que os pais modifiquem a dieta de seus filhos sem nenhum tipo de orientação. “Substituir o leite de vaca pelo de cabra, por exemplo, não ajuda em nada. As proteínas são muito parecidas”, avisa Roseli Sarni, presidente do departamento de nutrologia da Sociedade Brasileira de Pediatria. É o pediatra, portanto, que deve indicar o tratamento mais adequado.
 fonte: www.bebe.abril.com.br

Um comentário:

  1. Net Bebes
    http://www.net-bebes.com
    net-bebes.com
    Net Bebes
    Bebes - Tudo sobre Bebés, Gravidez, Crianças e Familia
    Descrição: Um guia prático, com vários artigos de bebés e crianças para os pais e educadores. No net-Bebes irá encontrar tudo sobre Bebés, Gravidez, Crianças e Familia.
    Palavras-Chave: bebes,bebe,bebés,bebé,gravidez,crianças,familia,recem nascido,educar,infancia,educadores,pais


    Net Bebes
    http://www.net-bebes.com
    net-bebes.com
    Net Bebes
    Babies - All About Babies, Pregnancy, Children and Family
    Description: A Practical Guide, with several articles of infants and children to parents and educators. In net-Drink will find everything on Babies, Pregnancy, Children and Family.
    Keywords: babies, baby, baby, baby, pregnancy, children, family, newborn, school, childhood educators, parents

    ResponderExcluir